Idiomas

O Pagu


O Núcleo de Estudos de Gênero – Pagu integra o Sistema COCEN (Coordenadoria de Centros e Núcleos) vinculado à reitoria da Universidade Estadual de Campinas, que congrega 21 centros e núcleos interdisciplinares. A institucionalização do Pagu (1993) foi resultado do trabalho de pesquisadoras inseridas em campos disciplinares distintos que buscavam dialogar com as teorias feministas e de gênero. A interdisciplinaridade, marca das pesquisas realizadas no Pagu, ramifica-se pelas diversas vertentes da problemática associada ao conceito de gênero – sociais, econômicas, antropológicas, históricas, políticas –, e estrutura-se nas seguintes linhas de pesquisa:

1) Arenas de agenciamento, ações políticas e políticas públicas
2) Curso da vida e geração
3) Intimidades: parentesco, relações amorosas, cuidado
4) Migrações, mobilidades territoriais e transnacionalidade
5) Produção cultural, cultura visual e mídia
6) Relações de trabalho
7) Saberes científicos
8) Sexualidade
9) Teorias feministas, de gênero e perspectivas disciplinares
10) Violência, tráfico de pessoas, prisões, distribuição de justiça e práticas jurídicas

O Pagu conta com pesquisadores plenos, pesquisadores colaboradores - vinculados a departamentos da Unicamp – História, Antropologia, Ciência Política, Sociologia e Política Científica e Tecnológica – e a outras instituições - Universidade Federal de São Carlos (sociologia) e a Universidade Estadual Paulista (comunicação), e pesquisadores pós-doutorandos ligados a agências financiadoras nacionais e internacionais.

 
A esses pesquisadores estão ligados estudantes de graduação, especialização, mestrado e doutorado. Os projetos desenvolvidos no Núcleo têm sido apoiados por diferentes instituições financiadoras nacionais e internacionais - FAPESP, CNPq, CAPES, Fundação Ford, Comunidade Europeia e órgãos de governos municipais, estaduais e federal.
 
Para disseminar conhecimentos, o Pagu promove eventos nacionais e internacionais, seminários periódicos com pesquisadores vinculados a universidades nacionais e estrangeiras. Mantém, ainda, três linhas de publicação: 1) revista semestral cadernos pagu; 2) Coleção Encontros, e 3) coleção Gênero & Feminismos